ORAÇÃO também é MEDITAÇÃO

“Imitar Jesus é, antes de tudo, aprender a amar como Ele amou: com um amor sobre-humano, que só quem tem o coração em Deus é capaz de praticar. É esse amor que sustenta e impulsiona as boas ações. Mas como será possível imitarmos Jesus, se não meditarmos sobre tudo o que Ele fez para nos salvar? Impossível!” (Pe. Lourenço Ferronato, EP)

Quando se reza o Rosário (formado basicamente por 200 Ave-Marias), ou parte dele, o terço (com 50 Ave-Marias), é importante que se medite sobre um Mistério, ou seja, um acontecimento da vida de Jesus ou de Sua Mãe, que nos abriram o caminho da salvação. A oração deve ser meditativa, deve nos elevar à uma consciência superior, a um estágio de contemplação, em que não há mais o “eu” e o “resto”, mas apenas o “todo”. É isso que a meditação nos propõe: uma reflexão profunda, uma oração mental, um desligamento temporário com a matéria que nos cerca.

A cultura Oriental tem forte ligação com a meditação, é um momento importantíssimo de todo dia, que começa a ser praticado desde a infância. Aquele momento de silêncio, de encontro com si mesmo e com a Inteligência Suprema. Mas e nós Ocidentais, não meditamos? Claro que sim. De uma maneira ou de outra, todas as religiões ensinam a meditação, afinal essa é essencial para o crescimento espiritual. Quando os católicos rezam o terço, se o fazem com devoção e fé, estão meditando. Quando se eleva uma oração a Deus isso também é uma meditação, é um rompimento com a mente objetiva, é uma reflexão profunda. Assim como se você se sentar uns instantes em Lótus e pensar em absolutamente nada estará meditando profundamente. O importante é reservar um momento para a introspecção.

Seja por meio da oração, da quietude, do controle da respiração ou qualquer outro modo, o importante é meditar. Apenas deixe por alguns momentos seus pensamentos terrenos, e eleve-se. Apenas deixe os pensamentos irem e concentre-se em algo importante: o seu ser espiritual. Com o passar do tempo, a meditação será tão natural quanto o respirar. O devoto está em constante meditação, pois ele vive cada momento intensamente e com a consciência elevada. E daí provém a verdadeira felicidade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s